Histórias de terror contadas em duas frases

Incríveis histórias de terror em duas frases




Para homenagear o dia de finados vamos apresentar alguns contos de terror que circulam pela internet, trata-se de histórias aterrorizantes resumidas em duas frases, mas será possível assustar com tão pouco?

Segue abaixo alguns destes micro-contos de terror que vêm circulando na internet há algum tempo, desde que foi proposto uma espécie de desafio em um fórum do site Reddit, no qual seus usuários deveriam escrever a melhor história de terror possível em apenas duas frases. Os melhores contos foram traduzidos e reunidos na sequência abaixo:


- Acordei com um barulho de batidas em algum vidro. Primeiro, pensei que o som viesse da janela, até que ouvi o som vindo do espelho outra vez.



- A última coisa que eu vi foi o meu despertador mostrado que era 00:07hs antes que ela atravessasse suas longas unhas podres em meu peito, com a outra mão abafando meus gritos. Me sentei na cama, aliviado que era só um sonho, mas quando olhei o despertador vi que era 00:06hs, foi então que ouvi a porta do quarto se abrir.

Por ter crescido com gatos e cães, acabei me acostumando com sons de arranhões na porta enquanto eu dormia. Agora que moro sozinho, isso é mais perturbador.



- Em todo o tempo que morei nessa casa, juro por deus que já fechei mais portas do que abri.

- Uma garota ouviu sua mãe chamá-la do andar de baixo. Quando ela estava saindo do quarto, em direção às escadas, sua mãe puxou-a de volta para o quarto e disse: “eu também ouvi isso.”

- Minha mulher me acordou noite passada para me dizer que tinha um invasor em nossa casa. Ela foi assassinada por um invasor há dois anos.



- Acordei com o som da babá eletrônica do quarto do meu filho mostrando uma voz o confortando. Quando me virei na cama, meu braço roçou em minha mulher, dormindo ao meu lado.

- Não há nada como o riso de um bebê. A menos que seja 1 da manhã e você esteja sozinho em casa.

- Eu estava tendo um sonho agradável quando o som de algo que pareciam ser batidas de martelo me acordou. Depois disso, mal pude ouvir o som da terra cobrindo o caixão, por causa dos meus próprios gritos.

- Estava cobrindo meu filho quando ele me disse: “Papai, vê se não têm monstros debaixo da cama.” Para agradá-lo, olhei embaixo da cama e vi ele, outro dele, embaixo da cama, olhando para mim, tremendo e murmurando: “Papai, tem alguém na minha cama.”

Uma versão em quadrinhos do conto acima.

- Não consigo me mexer, respirar, falar nem ouvir nada aqui e é tão escuro o tempo todo. Se eu soubesse que seria tão solitário assim, teria preferido ser cremado.



- Ela subiu as escadas para ver como estava o seu bebê. A janela do quarto estava aberta e a cama vazia.

- Minha filha não para de chorar e gritar no meio da noite. Eu visito o túmulo dela e peço para ela parar, mas não adianta.

Tinha uma foto de mim mesmo dormindo em meu telefone. Eu moro sozinho.




Gostou do post?
Deixe seu comentário!




Nenhum comentário:

Postar um comentário